pt
en
pt
en
pt
en

Privacy

O que é Due Diligence e como ele influencia a proteção de dados

21/02/2020

A expressão Due Diligence vem do inglês e significa diligência prévia, sendo um processo estruturado de estudo, auditoria, investigação de riscos e oportunidades em operações empresariais. No campo do Compliance, a Due Diligence é um procedimento muito valorizado e um dos principais dentro de um programa interno de prevenção. 


A prática de Due Diligence auxilia na orientação de diferentes cenários e operações empresariais e por isso apresenta diversas aplicações, como avaliação de fusões e aquisições, desenvolvimento de estratégias empresariais, contratação de fornecedores e análise preventiva de riscos e oportunidades jurídicas. Mas como ele funciona? O procedimento é pautado pela investigação de documentos, banco de dados, pessoas e processos com o objetivo de reduzir as incertezas sobre os negócios. Internamente, a Due Diligence é utilizada para buscar riscos e inconsistências, corrigindo práticas e melhorando medidas de controle. Já externamente, é usado na análise de terceiros que interagem com a empresa.  


E porque a Due Diligence influencia na proteção de dados? Com a aplicação da LGPD, será necessário averiguar nos casos de fusões e aquisições se a empresa encontra-se em conformidade, se possui inventário de dados com devido apontamento das hipóteses legais, se os contratos com terceiros possuem cláusulas específicas sobre proteção de dados, se a política de privacidade e código de conduta estão de acordo com a LGPD, entre outros pontos. 


Portanto, a Due Diligence irá ganhar ainda mais importância junto com o Compliance na aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados. Para já realizar a implementação e gestão de políticas de proteção e privacidade de dados, contrate o nosso serviço P&B Privacy.

Veja também